CAMOCIM CEARÁ

Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra; Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos; Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia; Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus; Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus; Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus; Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.(Mt.5)

segunda-feira, 20 de abril de 2020

ROBERTO PARA SEMPRE ROBERTO

Década de 2010

Em 17 de março de 2010, gravou o CD e DVD "Emoções Sertanejas" ao lado de artistas da música sertaneja, como Paula Fernandes, Victor & Leo, Bruno & Marrone, César Menotti & Fabiano, Gian & Giovani, Tinoco, Sérgio Reis, Dominguinhos, Milionário & José Rico, Chitãozinho & Xororó, Almir Sater, Daniel, Leonardo, Nalva Aguiar, Roberta Miranda, Martinha, Elba Ramalho, entre outros. O especial foi exibido pela Rede Globo no dia 1º de abril do mesmo ano e lançado em CD e DVD meses depois. Pela primeira vez desde 1974 Roberto Carlos fez um show gratuito ao vivo na Praia de Copacabana no dia 25 de dezembro de 2010 para um público de 700.000 pessoas e transmitido ao vivo pela Rede Globo. O show contou com participações especiais do grupo de pagode Exaltasamba, dos sertanejos Bruno & Marrone e da cantora Paula Fernandes, do sambista Neguinho da Beija Flor e a bateria da escola de Nilópolis (que levou em seu desfile a vida do Rei Roberto Carlos para o sambódromo no carnaval de 2011) além de um coral de 200 crianças da comunidade da Rocinha.
Em 2011, a Beija-Flor foi a grande campeã do Carnaval carioca. Com o enredo "A simplicidade de um rei", sobre a vida de Roberto Carlos. Com um desfile tecnicamente perfeito, marca registrada da agremiação, a azul e branco contou com todo o carisma do Rei, que veio no último carro alegórico e levou a Marquês de Sapucaí ao delírio. Ao final do desfile, Roberto Carlos disse que chorou e sorriu na avenida. No segundo semestre o cantor realizou um show para mais de 5 mil pessoas na cidade de Jerusalém. O evento na cidade santa foi cantado em várias línguas e gravado CD e DVD com tecnologia 3D.
Em novembro de 2012, é lançado "Esse Cara Sou Eu". O álbum chegou à liderança do ranking de vendas do iTunes Brasil apenas com compras antecipadas, faltando ainda uma semana para o lançamento.[96]
Em abril de 2013, Roberto Carlos tentou impedir a venda do livro Jovem Guarda: Moda, Música e Juventude, de Maíra Zimmermann, resultado de uma dissertação de mestrado em moda, cultura e arte nos anos 1960. O livro foi publicado com apoio da FAPESP pela Estação Letras e Cores.[97] Em 4 de maio de 2013, Roberto Carlos entrou com um processo de indenização contra o presidente da Venezuela Nicolás Maduro pelo uso indevido da música Detalhes em sua campanha eleitoral.[98] Em novembro de 2013, Roberto Carlos deixou o grupo Procure Saber, formado por cantores como Caetano Veloso, Chico Buarque, Djavan, Erasmo Carlos, Gilberto Gil, Milton Nascimento e Marisa Monte, que defendia a autorização prévia para biografias não-autorizadas.[99] Em dezembro do mesmo ano, Roberto Carlos lançou "Remixed" com 5 faixas remixadas de antigos sucessos pelo grupo de Junior Lima e mais DJs.[100]
Em maio de 2014, a Companhia das Letras lançou o livro O Réu e o Rei de Paulo Cesar de Araújo, que conta os bastidores da proibição da biografia não-autorizada Roberto Carlos em Detalhes.[101][102] Em novembro de 2014, a Friboi rompeu um contrato de 45 milhões com Roberto Carlos, então garoto-propaganda das carnes Friboi e dos produtos Swift. O motivo para a polêmica se deu pelas dúvidas e piadas que surgiram nas redes sociais se o Rei tinha realmente voltado a comer carne depois de 30 anos.[103][104][105] Nesse mesmo mês, Roberto Carlos lançou uma fotobiografia com quase 400 páginas que reúne mais de 4 mil fotos de toda a sua trajetória artística e pessoal.[106] No segundo semestre, o cantor realizou um show para mais de 7 mil pessoas na cidade de Las Vegas. O evento na cidade dos cassinos foi cantado em várias línguas e ocorreu no hotel MGM Grand Las Vegas e gravado em CD e DVD também com tecnologia 3D. Em dezembro de 2014, foi lançado "Duetos 2", CD e DVD com doze faixas, que apresenta momentos tirados dos especiais gravados para a Rede Globo nos últimos anos. Nesse período, Roberto Carlos processou um empresário paraibano homônimo por causa do nome de uma empresa. A Justiça de São Paulo julgou improcedente a ação.[107]
Em março de 2015, o deputado federal Tiririca foi condenado a pagar uma indenização a Roberto e Erasmo Carlos por parodiar a música "O Portão" nas eleições de 2014.[108] Pouco tempo antes, em fevereiro de 2015, Roberto Carlos pediu a retirada de suas músicas dos sites de cifras na internet.[109]
Em outubro de 2015, o advogado Selmo Machado Pereira lançou o livro "STF, Paulo Coelho e a biografia de Roberto Carlos" pela Editora Saraiva. Nesse mesmo mês, Roberto Carlos lançou o CD e DVD "Primera Fila", onde regravou seus grandes sucessos em português e espanhol com arranjos modernos. O registro ocorreu no lendário Abbey Road Studios, em comemoração aos 50 anos da primeira gravação do cantor em espanhol.[110]
Em 19 de abril de 2016, Roberto Carlos em comemoração aos seus 75 anos, realiza no Estádio Sumaré, na sua cidade-natal de Cachoeiro de Itapemirim, um show para 12 mil pessoas.[111] Também em 2016, Roberto Carlos voltou a cantar a canção "Quero que Vá Tudo pro Inferno" depois de 30 anos no especial daquele fim de ano e afirmou que melhorou do TOC (transtorno obsessivo-compulsivo).[112][113]
Em abril de 2017, Roberto Carlos lançou mais um EP com as músicas "Sereia",[114] "Chegaste"[115] (em parceria com Jennifer Lopez), "Vou Chegar Mais Cedo em Casa" e "Sua Estupidez". O formato de Extended Play vem sendo mantido na carreira do cantor desde o grande sucesso de vendas alcançado com o EP "Esse Cara Sou Eu" em 2012.[116]
Em setembro de 2018, Roberto Carlos lançou o CD Amor sín Limite,[117] com dez músicas inéditas em espanhol, quatro delas recém-compostas e seis versões em espanhol de músicas anteriormente gravadas em português.[118] Entre as músicas do disco estão "Que Yo Te Vea",[119] "Esa Mujer"[120][121] (em parceria com Alejandro Sanz) e "Regreso".[122][123][124] O álbum também ganhou uma versão em LP, a primeira que o cantor lançou depois de 22 anos.[125][126][127][128]

Vida pessoal

No período da Jovem Guarda, ele possivelmente teve um caso passageiro com a modelo Maria Stella Splendore, então mulher do famoso estilista Dener. Desta relação, há a possibilidade, até hoje não confirmada, do cantor ser pai da filha de Maria Stella, Maria Leopoldina Splendore Pamplona de Abreu. Isto teria sido o pivô da separação de Dener e Maria Stella.[129]
Ao longo dos anos, o cantor teve casos efêmeros com a cantora Maysa, a socialite Sílvia Amélia Chagas, neta do médico e sanitarista Carlos Chagas e a atriz Sônia Braga.[130][131]
Em 1968, casou-se em Santa Cruz de la Sierra (Bolívia), com Cleonice Rossi,[132] que morreu de câncer de mama em 1990.[133] Cleonice é mãe de seus dois filhos: Roberto Carlos Segundo, chamado de Segundinho, nascido em 1969, e Luciana, nascida em 1971. Segundinho nasceu com glaucoma de difícil tratamento e hoje tem menos da metade da capacidade visual e anda sempre de bengala e acompanhado.[134] Roberto Carlos ainda assumiu a paternidade de Ana Paula Rossi Braga, filha de um namoro prévio de Cleonice em que o pai do bebê não quis assumir. Roberto, então, por amor a esposa, se apegou a filha dela e a registrou como sua filha. Em 1979, o casamento com Cleonice se desfez, iniciando um romance com a atriz Myrian Rios, com quem teve um casamento que duraria onze anos sem filhos.
Na década de 1990, o cantor descobriu que o seu breve relacionamento com a modelo e comerciante Maria Lucila Torres gerou um filho, Rafael Carlos Torres Braga, que ele assumiu como seu filho legítimo através de teste de paternidade. À época, Maria Lucila não quis revelar a Roberto que ele a tinha engravidado por vergonha, pois foi um caso passageiro que tiveram. Ela sempre falava ao filho que Roberto era seu pai e Rafael fez o teste para realizar o desejo da mãe. Após alguns meses de ter descoberto que Roberto era seu pai, Rafael perdeu a mãe: Maria Lucila morreu de câncer de mama.[135]
Em 1996, o cantor casou-se com sua antiga namorada, a pedagoga Maria Rita Simões e não quiseram ter filhos. Eles se conheceram em 1977, quando a enteada de Roberto Carlos apresentou a amiga ao padrasto em um show no interior de São Paulo, já que Ana Paula e Maria Rita estudaram juntas, mas o pai de Maria Rita não aceitou a aproximação dos dois por Roberto ser bem mais velho. Eles se separaram e só voltaram a se reencontrar quatorze anos depois, em 1991, quando começaram a namorar.[134] Em 1998, Maria Rita foi diagnosticada com câncer em todos os órgãos e morreu em dezembro de 1999, fato que abalou profundamente Roberto Carlos.[136]
Em 17 de abril de 2010, morreu aos 96 anos Laura Moreira Braga, mãe de Roberto, vítima de infecção respiratória. A notícia da morte de sua mãe foi dada durante uma apresentação que Roberto Carlos fez no Radio City Music Hall, em Nova Iorque.[12][137] Em 16 de abril de 2011, Ana Paula, sua filha adotiva, morreu aos 47 anos nos braços do marido, o guitarrista Paulo Coelho Soares, que toca na banda de Roberto. Ana Paula morreu repentinamente de parada cardíaca.[138]

FONTE:WIKIPÉDIA



Nenhum comentário:

Postar um comentário

EXPRESSE O SEU PENSAMENTO AQUI.