CAMOCIM CEARÁ

Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra; Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos; Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia; Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus; Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus; Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus; Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.(Mt.5)

segunda-feira, 27 de setembro de 2021

LITURGIA DA TERÇA - PRECISAMOS DE CONVERSÃO,VIGIAI E ORAI POR NÓS E PELAS ALMAS DO PURGATÓRIO

 


Senhor, tudo o que fizestes conosco, com razão o fizestes, pois pecamos contra vós e não obedecemos aos vossos mandamentos. Mas honrai o vosso nome, tratando-nos segundo vossa misericórdia (Dn 3,31.29s.43-42).

A certeza de que Deus habita em nosso meio nos enche de esperança e entusiasmo. Esta liturgia nos ajude a ser, por toda parte e a todo momento, mensageiros da paz e da vida que vêm do Senhor.

Primeira Leitura: Zacarias 8,20-23
Leitura da profecia de Zacarias – 20Isto diz o Senhor dos exércitos: “Virão ainda povos e habitantes de cidades grandes, 21dizendo os habitantes de uma para os de outra cidade: ‘Vamos orar na presença do Senhor, vamos visitar o Senhor dos exércitos; eu irei também’. 22Virão muitos povos e nações fortes visitar o Senhor dos exércitos e orar na presença do Senhor”. 23Isto diz o Senhor dos exércitos: “Naqueles dias, dez homens de todas as línguas faladas entre as nações vão segurar pelas bordas da roupa um homem de Judá, dizendo: ‘Nós iremos convosco; porque ouvimos dizer que Deus está convosco'”. – Palavra do Senhor.
Salmo Responsorial: 86(87)
Nós temos ouvido que Deus está convosco.

1. O Senhor ama a cidade / que fundou no monte santo; / ama as portas de Sião / mais que as casas de Jacó. / Dizem coisas gloriosas / da cidade do Senhor. – R.

2. Lembro o Egito e Babilônia / entre os meus veneradores. / Na Filisteia ou em Tiro † ou no país da Etiópia, / este ou aquele ali nasceu. / De Sião, porém, se diz: † “Nasceu nela todo homem; / Deus é sua segurança”. – R.

3. Deus anota no seu livro, † onde inscreve os povos todos: / “Foi ali que estes nasceram”. / E por isso todos juntos / a cantar se alegrarão; / e, dançando, exclamarão: / “Estão em ti as nossas fontes!” – R.

Evangelho: Lucas 9,51-56
Aleluia, aleluia, aleluia.

Veio o Filho do Homem, a fim de servir / e dar sua vida em resgate por muitos (Mc 10,45). – R.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas – 51Estava chegando o tempo de Jesus ser levado para o céu. Então ele tomou a firme decisão de partir para Jerusalém 52e enviou mensageiros à sua frente. Estes puseram-se a caminho e entraram num povoado de samaritanos para preparar hospedagem para Jesus. 53Mas os samaritanos não o receberam, pois Jesus dava a impressão de que ia a Jerusalém. 54Vendo isso, os discípulos Tiago e João disseram: “Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu para destruí-los?” 55Jesus, porém, voltou-se e repreendeu-os. 56E partiram para outro povoado. – Palavra da salvação.   https://www.paulus.com.br/portal/liturgia-diaria/28-terca-feira-2/#.YVJ-QN9v_IU

 

Evangelho: Lucas 9,51-56 - LITURGIA DESTA TERÇA.

 51-56- Veio o Filho do Homem, a fim de servir / e dar sua vida em resgate por muitos (Mc 10,45).

Salmo Responsorial: 86(87) Nós temos ouvido que Deus está convosco.

 CLIQUE PARA VER NO CANAL


Primeira Leitura: Zacarias 8,20-23 -LITURGIA DA TERÇA.

 CLIQUE PARA VER NO CANAL


Evangelho: Lucas 9,51-56 - LITURGIA DESTA TERÇA.

 51-56- Veio o Filho do Homem, a fim de servir / e dar sua vida em resgate por muitos (Mc 10,45).


Salmo Responsorial: 86(87) Nós temos ouvido que Deus está convosco.

 CLIQUE PARA VER NO CANAL


Primeira Leitura: Zacarias 8,20-23 -LITURGIA DA TERÇA.

 CLIQUE PARA VER NO CANAL


MISSA NA SEGUNDA - PELA CONVERSÃO DOS PECADORES E PELAS ALMAS DO PURGATÓRIO



Repousa sobre mim o Espírito do Senhor; ele me ungiu para levar a Boa-Nova aos pobres e curar os corações contritos (Lc 4,18).


Vicente nasceu na França em 1581 e lá faleceu em 1660. Ordenado presbítero, trabalhou junto às populações rurais, vivendo em contato com misérias materiais e morais. Fundou a Congregação dos Padres da Missão – os Lazaristas – e, juntamente com Santa Luísa de Marillac, as Filhas da Caridade, com o objetivo de servir os abandonados. Com imensa dedicação, incrementou a formação do clero. A seu exemplo, cultivemos grande sensibilidade pelos excluídos da sociedade e nos disponhamos a promover ações concretas em seu favor.

Primeira Leitura: Zacarias 8,1-8
Leitura da profecia de Zacarias – 1A palavra do Senhor dos exércitos foi manifestada nos seguintes termos: 2“Isto diz o Senhor dos exércitos: tomei-me de forte ciúme por Sião, consumo-me de zelo ciumento por ela. 3Isto diz o Senhor: voltei a Sião e habitarei no meio de Jerusalém; Jerusalém será chamada Cidade Fiel, e o monte do Senhor dos exércitos, Monte Santo. 4Isto diz o Senhor dos exércitos: velhos e velhas ainda se sentarão nas praças de Jerusalém, cada qual com seu bastão na mão, devido à idade avançada; 5as praças da cidade se encherão de meninos e meninas a brincar em suas praças. 6Isto diz o Senhor dos exércitos: se tais cenas parecerem difíceis aos olhos do resto do povo, naqueles dias, acaso serão também difíceis aos meus olhos? – diz o Senhor dos exércitos. 7Isto diz o Senhor dos exércitos: eis que eu vou salvar o meu povo da terra do oriente e da terra do pôr do sol: 8eu os conduzirei, e eles habitarão no meio de Jerusalém; serão meu povo e eu serei seu Deus, em verdade e com justiça”. – Palavra do Senhor.
Salmo Responsorial: 101(102)
O Senhor edificou Jerusalém / e apareceu na sua glória!

1. As nações respeitarão o vosso nome, / e os reis de toda a terra, a vossa glória; / quando o Senhor reconstruir Jerusalém / e aparecer com gloriosa majestade, / ele ouvirá a oração dos oprimidos / e não desprezará a sua prece. – R.

2. Para as futuras gerações se escreva isto, / e um povo novo a ser criado louve a Deus. / Ele inclinou-se de seu templo nas alturas, / e o Senhor olhou a terra do alto céu, / para os gemidos dos cativos escutar / e da morte libertar os condenados. – R.

3. Assim também a geração dos vossos servos † terá casa e viverá em segurança, / e ante vós se firmará sua descendência. / Para que cantem o seu nome em Sião / e louve ao Senhor Jerusalém / quando os povos e as nações se reunirem / e todos os impérios o servirem. – R.

Evangelho: Lucas 9,46-50
Aleluia, aleluia, aleluia.

Veio o Filho do Homem, a fim de servir / e dar sua vida em resgate por muitos (Mc 10,45). – R.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas – Naquele tempo, 46houve entre os discípulos uma discussão para saber qual deles seria o maior. 47Jesus sabia o que estavam pensando. Pegou então uma criança, colocou-a junto de si 48e disse-lhes: “Quem receber esta criança em meu nome estará recebendo a mim. E quem me receber estará recebendo aquele que me enviou. Pois aquele que entre todos vós for o menor, esse é o maior”. 49João disse a Jesus: “Mestre, vimos um homem que expulsa demônios em teu nome. Mas nós lho proibimos, porque não anda conosco”. 50Jesus disse-lhe: “Não o proibais, pois quem não está contra vós está a vosso favor”. – Palavra da salvação.

 https://www.paulus.com.br/portal/liturgia-diaria/27-segunda-feira-2/#.YVDyVd9v_IU

 

Evangelho: Lucas 9,46-50 DESTA SEGUNDA-FEIRA.

 Veio o Filho do Homem, a fim de servir / e dar sua vida em resgate por muitos   Clique e veja o vídeo.


Salmo Responsorial: 101(102) O Senhor edificou Jerusalém / e apareceu na sua glória!

 SALMO DESTA SEGUNDA. DEUS ABENÇOE ESTA SEMANA.


Primeira Leitura: Zacarias 8,1-8 DESTA SEGUNDA-FEIRA.

 CLIQUE PARA VER O VÍDEO.


SÃO VICENTE DE PAULO - FÉ,ESPERANÇA E CARIDADE. SERVIR PARA VIVER. VIVER A VIDA ETERNA.

 CLIQUE EM CADA IMAGEM PARA VER O VÍDEO. AJUDE-NOS,INSCREVA-SE NO CANAL.





A VIDA SIMPLES DE MARIA CHEGA AO FIM. SOFRIMENTO E COROAÇÃO DA RAINHA DOS PECADORES.


 Levaram-na ao Cenáculo, em Sião, onde morava. Ali esteve a Santíssima Virgem, durante alguns dias, tão fraca e doente e teve tantos desmaios, que várias vezes lhe esperaram a morte e já pensavam em prepara-lhe o sepulcro. Ela mesma escolheu para este fim uma gruta no Monte das Oliveiras e os Apóstolos mandaram um escultor cristão fazer ali um belo sepulcro.

         Entretanto, o povo espalhava várias vezes falsas notícias da morte de Maria SSma. E esse boato de ter morrido e sido sepultada em Jerusalém propagou-se também em outros lugares. Mas quando o sepulcro ficou pronto, ela já se restabelecera e tinha força bastante para voltar para casa em Éfeso, onde, após ano e meio, faleceu realmente. O sepulcro preparado no Monte das Oliveiras foi sempre venerado e guardado, construindo-se depois sobre ele uma Igreja e João Damasceno escreveu também, baseado nesse boato, que Maria morreu em Jerusalém e ali foi sepultada.

         Deus permitiu que as notícias da morte, sepultura e assunção ao céu da Virgem SS. se conservassem apenas numa incerta tradição, para não alimentar no cristianismo o sentimento pagão daqueles tempos; pois muitos talvez a tivessem adorado como deusa.”


            Reunião dos Apóstolos, por ocasião da morte de Maria, em Éfeso


         Algum tempo antes da morte, rezou a SS. Virgem, para que nela se cumprisse o que Jesus lhe prometera no dia antes da ascensão, em casa de Lázaro, em Betânia. Foi-me mostrado em espírito, que quando ela lhe suplicou que depois da ascensão não a deixasse muito tempo neste vale de lágrimas, Jesus lhes disse vagamente quais as obras espirituais que ela devia ainda fazer na terra até a morte e, atendendo-lhe a súplica, prometeu-lhe que os Apóstolos e vários discípulos lhe assistiriam a morte; recomendou-lhe o que lhes devia então dizer e como os devia abençoar.

         Quando a SS. Virgem implorou que os Apóstolos se reunissem em torno dela, vi, em regiões muito diferentes e opostas, chegar o chamado aos Apóstolos; neste momento só me lembro do seguinte:
         Os Apóstolos já tinham construído pequenas Igrejas, em vários lugares, onde tinham pregado; embora algumas dessas Igrejas não fossem construídas de pedra, mas apenas de vime trançado e rebocadas de barro, todavia tinham sempre, todas que tenho visto, na parte posterior, a forma circular ou triangular, como a casa de Maria em Éfeso. Nessas Igrejas tinham altares e celebravam o santo sacrifício da Missa.

         Vi que todos foram chamados, inclusive os que estavam nas terras mais longínquas, recebendo por aparições a ordem de ir ver a SS. Virgem. Em geral não foi sem milagroso auxílio que os Apóstolos fizeram as longuíssimas viagens. Creio que freqüentemente faziam as viagens de uma maneira sobrenatural, sem eles mesmos saberem; pois muitas vezes os tenho visto passar no meio de grandes multidões de homens, sem serem vistos.

         Quando o chamado do Senhor se fez ouvir aos Apóstolos para irem a Éfeso, Pedro e se bem me lembro, também Matias, se achavam na região de Antioquia. André, que vinha de Jerusalém, onde fora perseguido, não se achava longe. Judas, Tadeu Simão estavam na Pérsia. Tomé encontrava-se na Índia, quando recebeu a ordem de partir, mas já resolvera ir a Tartária, mais para o norte e não pode decidir-se a abandonar esse projeto. Assim continuou o caminho para o norte, atravessando parte da China, até chegar a região onde agora é a Rússia; ali foi chamado pela segunda vez e partiu então as pressas a leste do Mar Vermelho, na Ásia. Paulo foi chamado. Foram chamados apenas os que eram presentes ou amigos da Sagrada Família.


            Os últimos dias de vida de Maria


         “Eu tinha muita convivência com a Mãe de Deus em Éfeso, conta Catharina Emmerich, a 7 de agosto de 1821. Fui com ela e cerca de cinco outras santas mulheres, percorrer a Via Sacra. Estava lá também a sobrinha da profetiza Ana e a viúva Mara, sobrinha da Santa Isabel. A SS. Virgem ia a frente de todas, senão o da intensa saudade, que a levava a união com o Filho, a glorificação.

         Maria era indizivelmente séria; nunca a vi rir, mas apenas sorrir de modo tocante. Estava emagrecida, mas não lhe vi rugas, nem sinal algum de velhice. Estava como que espiritualizada. Parecia ser a última vez que fazia a Via Sacra. Enquanto assim caminhava, parecia-me que João, Pedro e Tadeu já tinham chegado.

         Vi (a 9 de agosto) Maria deitada num leito estreito e baixo coberto por um dossel, em forma de tenda, do qual pendiam cortinas, a direita do quarto, atrás do fogão. A cabeça repousava-lhe sobre uma almofada redonda. Estava muito fraca e pálida e como abrasada de saúde. A cabeça e todo o corpo lhe estava envolto num longo pano. Um cobertor de lã parda cobria-a.

         Vi umas cinco mulheres, uma depois da outra, entrarem e saírem do quarto; pareciam despedir-se da moribunda. As que saiam, faziam com as mãos gestos de comovedora tristeza ou de oração. Vi novamente entre elas a sobrinha de Isabel, que tinha visto durante a Via Sacra.

         Depois vi seis Apóstolos já reunidos na sua casa, Pedro, André, João, Tadeu, Bartolomeu e Matias, como também um dos sete diáconos, Nicanor, que era sempre tão serviçal e amável. Os Apóstolos estavam reunidos em oração na parte anterior da casa, a direita, onde tinham preparado um oratório.

         Hoje (a 10 de agosto) vi entrar ainda dois Apóstolos, como as vestes arregaçadas, como viajantes, Tiago o Menor e Mateus.

         Os Apóstolos celebraram ontem, a noite e hoje de manhã o oficio divino, na parte anterior da casa. Diante do altar havia uma estante coberta, da qual pendia um rolo da Escritura. Sobre o altar havia candeeiros acesos e na mesa um vaso em forma de cruz, feito de uma substância que brilhava como madrepérola. Tinha apenas um palmo de altura e outro tanto de largura e continha cinco vasos fechados, com tampa de prata. No do meio se achava o SS. Sacramento. Nos outros, porém, crisma, óleo, sal e fibras (talvez algodão) e outras coisas santas. Os vasos foram feitos e estavam fechados de tal maneira, que não se podia derramar nada. Os Apóstolos costumavam transportar essa cruz nas viagens, pendente sobre o peito, debaixo do manto. Assim eram mais do que o Sumo Sacerdote, quando trazia sobre o peito o Santo do Antigo Testamento.

         Pedro, revestido do ornato sacerdotal, estava diante do altar, os outros atrás, em coro. As mulheres assistiam em pé, no fundo da casa.
         Vi chegar um novo Apóstolo (a 11 de agosto) foi Simão. Ainda faltavam Felipe e Tomé.

         Houve novamente oficio divino. Depois deu Pedro a SS. Virgem a Sagrada Comunhão. Levou-lha naquele vaso em forma de cruz. Os Apóstolos formaram duas fileiras, do altar até ao leito, inclinando-se profundamente, quando Pedro passou por entre eles com o SS. Sacramento. As cortinas do leito da SS. Virgem foram abertas de todos os lados.

         Diante do leito de Maria havia um banquinho baixo, triangular e sobre este, um pratinho, com uma colherzinha parda e transparente.

         Vi novamente (a 12 de agosto) o divino ofício; foi celebrada a Missa. O quartinho de Maria estava todo aberto. Uma mulher estava ajoelhada ao lado do leito, levantando e amparando de vez em quando a Santíssima Virgem. Vi fazê-lo também durante o dia e oferecer-lhe uma colher de suco de fruta do pratinho. Maria tinha um crucifixo sobre o leito, em forma de Y, tendo quase meio braço de comprimento; ela recebeu o SS. Sacramento.

         Vi hoje (a 13 de agosto) o ofício divino, como de costume e a Santíssima Virgem, durante o dia, sentada no leito, tomando várias vezes algum alimento, com a colherzinha.

         Vi os Apóstolos chegarem na maior parte muito fatigados. Ao entrar, abraçavam os que já estavam presentes, muito comovidos; alguns choraram de alegria e também de tristeza, pelo motivo tão doloroso daquele encontro. Aproximavam-se do leito de Maria, saudando-a respeitosamente; ela, porém, só poucas palavras lhes podia dizer.

         Vi também cinco discípulos e lembro-me mais vivamente de Simão, o Justo e de Barnabé.

CORREÇÃO VIRTUAL DAS PÁGINAS 112 E 113 - CORREÇÃO EM ÁUDIO PODERÁ SER FEITA COM ESTUDANTES.

 112   4) a) 3 pirulitos e sobra 1.

b) 5 balas em cada pacote e sobram 5 balas.  6 bombons em cada pacote e não sobra nada.

113    5) 515 : 5 = 103

6) a) quociente 19,   resto 1 ,divisão não exata.

b) quociente 107,   resto 0 ,divisão  exata.

  c) quociente 1408,   resto 1 ,divisão não exata.

7) 12 grupos de 8 e sobrarão 4 nadadores.